Na nossa clínica-escola é produzido diariamente lixo odontológico. E as Determinações do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos de Saúde classificam esses resíduos em três grupos:

– Contaminado com resíduos biológicos infectantes

– Lixo comum

– Materiais perfurocortante contaminados.

Conheça mais sobre cada um deles 👇

Resíduos biológicos infectantes:

São resíduos com possível presença de agentes biológicos (bactérias, fungos, vírus, parasitas, linhagens celulares e toxinas) e representam risco de infecção.

Que lixos são esses? 👇

  • Algodão, guardanapos usados em procedimentos, gaze, fio dental, luvas cirúrgicas e de procedimentos, gorros, máscaras, aventais, barreiras de filme de PVC, tártaro, placas, dentes e tecidos humanos.

Esses resíduos devem ser descartados em lixeiras próprias, que são as brancas com símbolo de infectante e sacolas resistentes. Eles são coletados pela própria equipe de limpeza da Faculdade.

Descarte de lixo consciente na Faculdade Soberana

Lixo comum:

Esses resíduos não apresentam qualquer risco biológico, químico ou radiológico. É um tipo de lixo que pode ser comparado aos resíduos domiciliares.

Que lixos são esses? 👇

  • Gesso, papéis, copos, plásticos, embalagens, material de escritório e papel toalha de secagem das mãos.

Eles podem ser descartados nas lixeiras de resíduo comum, contendo sacolas pretas. E a coleta também é realizada pela equipe de limpeza da instituição.

Descarte de lixo consciente na Faculdade Soberana

Materiais perfurocortantes contaminados:

Resíduos perfurocortantes ou escarificantes são objetos e instrumentos que, como o próprio nome diz, podem furar ou cortar.

Que lixos são esses? 👇

  • Lancetas, lâminas de bisturi, agulhas, seringas, ampolas de vidro, fios de sutura, lixas metálicas, limas, pontas diamantadas, fios de aço, lâminulas, tubos capilares e brocas e fresas.

Esse tipo de lixo deve ser descartado separadamente, no local em que foi gerado e imediatamente após o uso. O local é em recipientes rígidos, resistentes à ruptura, punctura e vazamento.

Descarte de lixo consciente na Faculdade Soberana

Dicas extras:

Lembrando que é expressamente proibido reencapar agulhas ou retirá-las manualmente das seringas.

Sabemos que o meio ambiente sofre diversas agressões, desde os tempos mais remotos até hoje. Nós, como profissionais de saúde, devemos fazer a diferença no planeta e, para isso, o primeiro passo é realizar o descarte correto dos materiais que produzimos no nosso dia a dia clínico.

O descarte inadequado pode causar acidentes de trabalho durante o transporte, armazenamento, ou descarte final, devido à fragilidade da embalagem.

É importante também ter a consciência que precisamos evitar o acúmulo de detritos, nunca reaproveitar esse tipo de item e evitar o desperdício de materiais. Além do consumo exagerado de embalagens e energia elétrica.

Com cuidado e planejamento, a utilização dos recursos se torna mais produtiva, econômica, e menos prejudicial para o meio ambiente. O descarte do lixo de forma correta é essencial e precisa estar associado a outros hábitos para evitar a poluição, o desperdício e a contaminação.

A Faculdade Soberana atua em todas as vertentes da saúde, e por isso, se preocupa com o descarte adequado dos nossos resíduos.

Professores e alunos, que possamos prevenir, juntos, as doenças causadas pela falta de consciência ecológica e agir no extermínio da degradação ambiental. Acompanhe nosso blog e fique por dentro de todas as ações para tornar a Soberana ainda mais segura.

Baixe nossa cartilha em PDF com o conteúdo desse post e leve com você essas informações!